quarta-feira, 4 de julho de 2018

Jogador que fez história no Fluminense de Barrocas, Nenzinho destaca título de campeão Municipal

Craque é querido por sua simplicidade e admirado por suas qualidades em campo.
Autor do gol do título de Campeão Rural em 2000, o centroavante Nenzinho, destacou a conquista do Fluminense, que voltou a levantar o troféu de Campeão Municipal neste ano. O jogador, com três títulos 'Barroquenses', duas vezes pelo Flu e uma pelo Náutico do Alambique, comemora mais uma estrela na camisa do seu clube de coração.

José Adilton Barreto, 44 anos, o Nenzinho, natural da comunidade de Alagadiço, zona rural de Barrocas, chegou ao Fluminense participando dos babas na sede do município, na época coordenados por Barreto, Macaco e Gil Crente. Bom de bola, logo foi escalado para disputar torneios e campeonatos. Ainda em atividade, sempre que pode Nenzinho está nos babas com amigos e usa sua influência e experiência para observar a formação do Flu, sempre que possível, ajuda a escolher atletas para reforçar o time. 

Nenzinho vestindo a camisa do Flu - foto arquivo Pessoal.
Relembrando o passado, Nenzinho falou ao repórter Victor Santos, sobre o gol marcante que fez no ano 2000, na final entre Fluminense x Santa Cruz, disputada no Barrocão. Um jogo do qual tem orgulho de relembrar de cada detalhes: "Campo lotado, o Santa Cruz fez um gol com Jiquitaia, em uma roubada de bola. Sofremos, mas conseguimos empatar com Gildo, e nessa comemoração Tairone se machucou, Jucela entrou no lugar dele. No segundo tempo, tivemos uma falta na lateral direita, Onça levantou a bola na área, os zagueiros eram: Edmário e Pé de Cinza. Eu fugi da marcação e fiz o gol de cabeça do nosso título" contou emocionado.

Segundo Nenzinho, a nova geração, tem excelentes atletas, questionado qual jogador tem atualmente um estilo parecido com o seu, respondeu: "Gabá, chama a responsabilidade e joga pelo coletivo. Eto também é um cara preciso, que sabe fazer gol" afirmou, e complementou: "O Fluminense sempre teve um time com boas viradas de bola, time rápido, passei por várias gerações, joguei com Dio Nego, Pinto, Tairone, Ulisses e o último que joguei ao lado na dupla de ataque foi Gaba" destacou com orgulho. 

Nenzinho (direita) com o filho Diego e o irmão Crispim (Atual Campeão pelo Flu )
Sobre a conquista desta ano elogiou: "O time que é campeão invicto, é nota 10! A torcida do Fluminense mereceu esse título". Nenzinho atualmente mora em São Paulo,  de onde acompanhou a caminhada vitoriosa que trilhou o seu ex-clube: "Esse ano foi um campeonato difícil, as chaves duras mostraram que a equipe soube jogar bem, passar pelo Santa Cruz e fazer uma final que foi muito bonita, inclusive com artilheiro e um resultado de 2x0", pontou feliz um dos principais jogadores do futebol barroquense.

No segundo ano após o retorno a uma competição municipal, em 2018 o Fluminense de Barrocas fez uma bela campanha e sagrou-se Campeão diante do Palmeiras da Minação.

@ Nossa Voz - Por Victor Santos / Colaborou Rubenilson Nogueira

Sem comentários:

Enviar um comentário