quarta-feira, 23 de setembro de 2020

Bahia: Governador fala em falta de empatia em relação as escolas particulares que pedem retorno das aulas presenciais

Foto: Bruno Luiz

O pedido das instituições particulares de ensino, para o retorno das aulas presenciais vem sendo constante, e diante disso o Governador da Bahia, Rui Costa (PT), se pronunciou e ressaltou o que chamou de falta de sensibilidade humana com o pedido. O chefe de estado relacionou os 46 óbitos ligados à covid-19 nas últimas 24 horas, que teria a capacidade máxima de uma sala de aula e assim utilizou o exemplo como justificativa para não atender o pedido feito pelos representantes das escolas particulares.

“É como se morresse uma sala de aula com 44 alunos todos os dias. Um colégio particular acharia normal se todo dia morresse uma sala de aula? Esse colégio funcionaria normalmente?” questionou o gestor, em uma coletiva na entrega do trabalho de contenção de encosta realizado na Rua Fé em Deus, bairro do IAPI em Salvador, nesta quarta-feira (23) .

Rui Costa apontou principalmente para a falta de empatia com o próximo, e questionou novamente o pedido: “Parece que as pessoas acham que vai morrer só o outro. Que ninguém da sua família vai morrer. A sensação que tenho é que as pessoas perderam a referência e a solidariedade com a vida humana” criticou o governador.

Segundo a SESAB, na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 1.809 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,6%) e 1.507 curados (+0,5%). Dos 297.805 casos confirmados desde o início da pandemia, 282.229 já são considerados curados e 7.710 encontram-se ativos.


Da Redação por Ana Clara Santos / Fonte: Bahia Notícias

Sem comentários:

Publicar um comentário