terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Barrocas: Iniciada a ampliação da Escola do Alto da Porteira


Para dar maior conforto aos alunos da Escola Municipal Alto da Porteira (EMAP), foi iniciado a construção da nova sala de aula, além de dois banheiros e área. Apesar da escola não ser de grande porte, diretoria e professores temiam por falta de espaço para receber alunos, que precisariam se matricular no centro para estudar. A construção iniciou na quarta-feira (4) porém não foi informado a previsão de término.

Atualmente a unidade conta com duas salas, Secretaria (servindo como sala), Depósito (Servindo como secretaria) e cozinha, mesmo com muitas dificuldades a Equipe da Escola com apoio da comunidade e diversos parceiros, vem fazendo um ótimo trabalho educacional, destacando a unidade localizada numa pequena e carente comunidade barroquense.

Em conversa com o Prefeito Municipal, funcionários e diretora cobraram com urgência o inicio da construção, o projeto inicial segundo o Secretário de Obras e Infraestrutura José Queiroz estava pronto, aguardando apenas o sinal do gestor para iniciar. Apesar da proximidade das aulas a diretora Eliete Mota encara com bons olhos a obra “Nossa escola crescendo teremos mais espaço para receber os alunos e fazer nosso trabalho sem se preocupar com espaço, assim dando mais qualidade para alunos e funcionários desenvolverem suas atividades”, destacou. 


A Escola Municipal Alto da Porteira (EMAP) atende aproximadamente 100 alunos do ensino fundamental I e alunos do Projeto Mais Educação. Segundo Marcílio Oliveira, além de proporcionar melhor conforto aos alunos, a nova sala, banheiros e área também servirão
como motivação para as crianças e funcionários; “Vai melhorar muitos, antes nossa diretoria ficava no deposito da cozinha, a secretaria precisou ser uma sala de aula, e o deposito com um amontoado de coisas era quase uma sala. Agora é terminar para nossas crianças e funcionários terem um espaço melhor para trabalhar no dia-a-dia, planejar nossas reuniões em nossa sala tranquilamente”, afirmou. 

A necessidade de ampliar o colégio vinha sendo tratado pelo Jornal A Nossa Voz e pela Rádio Web com muitas cobranças dos pais que teriam que matricular os filhos em outras escolas, longe da comunidade. Alguns detalhes como pintura e novas cadeiras estão nos planos da diretora e coordenação, o número de alunos crescerá no inicio do ano letivo previsto para iniciar em 23 de fevereiro, numa segunda-feira. 


Outro sonho da comunidade, diretoria e funcionários é a construção do muro escolar, umas dos poucas escolas municipais que o limite entre rua e alunos é feita apenas por um portão.


@ Nossa Voz - Por Victor Santos

Sem comentários:

Enviar um comentário