segunda-feira, 5 de novembro de 2018

Barrocas: Contas da Câmara de Vereadores são aprovadas pelo TCM sem nenhuma ressalva, presidente comemora

Foto: Reprodução
O TCM - Tribunal de Contas dos Municípios, aprovou as contas da Câmara de Vereadores de Barrocas, referente à 2017, sob responsabilidade do Presidente José Eclécio Queiroz da Silva (Kekeu de Daozinho). A relatoria não fez qualquer ressalva na prestação de contas e deu quitação plena ao gestor. A publicação referente a aprovação, foi feita na quinta-feira dia 01 de Novembro.

Procurado, o vereador e presidente da Câmara José Eclécio fez agradecimentos e destacou o trabalho da equipe de servidores que atuam no Poder Legislativo: "Não é mérito apenas do presidente, é de toda equipe, onde a gente graças a Deus vem trabalhando com respeito ao dinheiro público, onde a gente fica feliz, temos aí a aprovação do Tribunal de Contas, 100% aprovada sem ressalvas e é um ato de um trabalho com responsabilidade. E aqui a gente quer na verdade continuar trabalhando assim" destacou.

Kekeu disse ainda que tem como meta, nova aprovação referente a 2018 mesmo diante de dificuldades com queda de receita: "Eu acredito que 2018, estamos também trabalhando dentro de uma meta para ser cumprida, apesar da dificuldade que nós passamos nesse ano de 2018 com uma queda de aproximadamente 8 mil reais, mês, que dá em torno de 96 mil reais no ano. Onde nos deixou um pouco preocupado com o atendimento, com o trabalho dia a dia do legislativo, mas graças a Deus nós conseguimos fizemos as reduções necessárias para que tenhamos aí também as contas referentes a 2018 com aprovação" afirmou.

O relator responsável pelas contas foi o conselheiro Mário Negromonte, votaram com o relator os conselheiros, José Alfredo Rocha Dias, Raimundo Moreira, Plínio Carneiro Filho, e substitutos, Antônio Emanuel e José Cláudio Ventin, o Ministério Público Especial de Contas foi representado pelo procurador-Geral Dr. Danilo Diamantino G. da Silva.

Nos 17 anos após a reemancipação, apenas em uma ocasião as contas da Câmara de Vereadores haviam sido aprovadas sem ressalvas, aconteceu em 2002 na gestão do então presidente Luiz dos Santos Queiroz.

Ouça na íntegra o áudio do Presidente José Eclécio enviado com exclusividade para o JNV.


@ Nossa Voz - Por Rubenilson Nogueira

Sem comentários:

Enviar um comentário