segunda-feira, 22 de julho de 2019

Barrocas: Mineradora envia Nota ao JNV, sobre o caso das explosões e tremores relatados pela população

Imagem Reprodução - Google
Nesta segunda-feira (22), em contato com a nossa Redação, a assessoria da Fazenda Brasileiro Desenvolvimento Mineral (FBDM), que opera em solo barroquense, enviou Nota na qual fala da 'ocorrência' de explosões e tremores que, de acordo com relatos da população, ocorrerem na madrugada quarta-feira (17) - ver aqui. A matéria repercutiu em toda região, logo, mais pessoas além das ouvidas pela reportagem, entraram em contato afirmando terem escutado 'estrondos' e percebido tremores tanto na sede, como na Zona Rural do Município .

Na Nota, dentre outros esclarecimentos, a empresa afirma que não são feitas detonações durante a madrugada: "Os desmontes de rochas com utilização de explosivos realizados na área da FBDM seguem programação pré-estabelecida e organizada de maneira a não comprometer a segurança ou perturbar o bem-estar da comunidade" informou.

A empresa afirmou ainda, que possui um sismógrafo, equipamento que realiza as medições das interferências ambientais apontando índices de vibração do terreno. Porém, a empresa não informou se o equipamento capitou naquele dia alguma anormalidade, nem disse o que pode ter ocorrido. Nossa equipe então pediu a representante da empresa que se identificou como Karine Barreto, que ela solicitasse do setor responsável estas informações, na tentativa de entendermos o que aconteceu naquele dia. Karine ficou de ver com o setor e logo passará tal informação.

Abaixo segue a Nota na íntegra! 

NOTA À IMPRENSA

A respeito do relato de moradores do município de Barrocas sobre a ocorrência de explosão seguida de tremores durante a madrugada do dia 17 de julho, a Fazenda Brasileiro Desenvolvimento Mineral (FBDM) esclarece que:

- os desmontes de rochas com utilização de explosivos realizados na área da FBDM seguem programação pré-estabelecida e organizada de maneira a não comprometer a segurança ou perturbar o bem-estar da comunidade. Assim, não são feitas detonações durante a madrugada.

- a FBDM conta com softwares de planejamento operacional que permitem simular as detonações, antes mesmo de elas acontecerem. Além disso, a FBDM possui um sismógrafo, equipamento que realiza as medições das interferências ambientais envolvidas nos processos de desmontes de rochas por uso de explosivos, para captar os índices de vibração do terreno e sobrepressão acústica. Tais equipamentos conferem segurança e previsibilidade às operações.

- todas as atividades relativas à utilização de explosivos para desmontes de rochas considerando as proximidades de zonas urbanas, seguem a NBR 9.653/2018, norma técnica específica (Guia para avaliação dos efeitos provocados pelo uso de explosivos nas minerações em áreas urbanas). Ela estabelece os critérios de avaliação destas interferências citadas e os limites permitidos.

Por fim, reafirmamos o nosso compromisso com a segurança operacional e com o bem-estar das comunidades, através de uma extração mineral sustentável e com responsabilidade.

INFORMAÇÕES À IMPRENSA
BH Press Comunicação Integrada

Enquanto isso, população ainda sem respostas, aponta diversas possibilidades, algumas pessoas acham até que o fim dos tempos se aproxima: "Essas explosões estão dando alerta que Jesus está voltando, segundo o papa Bento em uma entrevista recente, ele diz; preparei meus filhos, o fim do mundo está próximo", alertou uma moradora do Bairro do Cedro, em contato com a Rádio A Nossa Voz nesta segunda-feira.


@ Nossa Voz - Por Rubenilson Nogueira

Sem comentários:

Enviar um comentário