quarta-feira, 17 de julho de 2019

Lanterna da Série B, EC Clube Vitória completa 6 meses com apenas quatro vitórias; torcedores barroquenses comentam fase negativa

O Leão ainda não mostrou sua força na temporada atual. 

Em 28 partidas disputadas, apenas quatro vitórias (Mauro Akin Nassor/ CORREIO)
Há exatamente um semestre, ou seja, seis meses, o EC Clube Vitória conquistou apenas quatro vitórias, uma das piores campanhas de times baianos em competições nacionais. Completando o retrospecto do semestre, além das quatro vitórias, o Leão obteve 12 empates e perdeu 12 vezes. O aproveitamento parcial é de apenas 28,5% no ano.

Diante do pesadelo da Série C, péssima campanha no Campeonato Baiano, Copa do Nordeste e Copa do Brasil, o rubro-negro baiano precisa reagir diante do constante fracasso da campanha 2019 e da cobrança massiva da torcida, que decepcionada atribui a um conjunto de fatores, a péssima atuação nas 28 partidas disputadas no ano. 

Adelilson da Fonseca
Torcedores barroquenses, mesmo suportando toda resenha do time rival, o Bahia, comentam e acreditam na reviravolta do Vitória na série B: O operador de máquinas Adelililson Fonseca, afirma carregar grande admiração pelo rubro-negro baiano: "Vitória tem um significado muito grande, desde a época do vice-campeonato brasileiro de 1993, através das grandes atuações do goleiro Dida, comecei a gostar desse time e até hoje o carinho só aumenta", afirmou. 

Sobre a fase negativa, o conhecido Dê do Cedro comentou: "Apesar do time está passando por uma situação complicada, eu espero muito que logo logo consiga sair dessa situação incômoda. Que pra grandeza desse time, tá muito complicado. Como torcedor espero muito na volta por cima e que vamos voltar a sorrir com nosso grande Vitória".

Rodolfo Queiroz
Outro barroquense, o advogado Rodolfo Queiroz, 23 anos, vê a situação complicada do time de coração, mas acredita na reviravolta: "Infelizmente nos últimos 3 anos do Leão da barra não foram positivos, isso decorrendo da instabilidade política do Clube. A nossa situação atual é delicada, mas pode ser superada, desde que haja união das correntes políticas do clube. Para além disso, faz-se necessário apoio econômico e pessoal dos seus seguidores, pois em momentos ruins o apoio é essencial" explica. 

Ainda para Rodolfo um dos erros da diretoria é não aproveitar os novos jogadores da base: "Utilizar a base é essencial, pois darão o sangue necessário para sairmos dessa situação". Diante de toda crise envolvendo o time baiano, para o barroquense, esta fase não muda o sentimento de torcedor:

 "O EC Vitória representa alegria, sorrisos, momentos e histórias; um amor que independente das circunstâncias, pois vem desde a infância, por sinal, repassado por meu Pai, igualmente rubro-negro. Avante, ainda acredito no acesso do Leão."

Jogando no Barradão, na sexta-feira (19) o Vitória recebe o Criciúma, a partir das 21h30 em jogo válido pela 10 rodada do Campeonato Brasileiro Série B. 


@ Nossa Voz Esporte - Por Victor Santos

Sem comentários:

Enviar um comentário