segunda-feira, 27 de abril de 2020

Barrocas: População sofre em fila para sacar benefício em casa lotérica e jovem cobra Posto da Caixa para cidade

Moradora do Povoado de Barreira chegou uma e meia da madrugada, e só foi atendida às 10h41m
Imagem Reprodução
Acompanhando à distância o sofrimento da população barroquense para conseguir sacar o benefício do governo federal, disponibilizado como forma de amenizar os efeitos do isolamento social provocado pelo novo coronavírus, o jovem Barroquense Fabrício Bispo dos Santos Menezes, 22 anos, Técnico em Mineração, natural do Povoado de Barreira. Em participação no Programa de Rubenilson Nogueira na Rádio A Nossa Voz, nesta segunda-feira (27), chamou a atenção do poder público municipal para a necessidade da cidade ter um posto de atendimento da Caixa Econômica Federal.

Pessoas na fila da Lotérica na
madrugada de hoje.
Foto: Reprodução
"Gostaria de saber do poder público municipal por qual motivo ainda não foi viabilizado a instalação de um posto de atendimento da Caixa Econômica Federal em Barrocas, com a possibilidade de um ou dois caixas eletrônicos para melhor atender a população barroquense?" questionou. 

Segundo Fabrício, na tentativa de conseguir sacar o benefício, as pessoas começam a chegar à única casa lotérica da cidade, durante a madrugada: "Sei que estamos passando por um período difícil, porém, é uma questão a se pensar, pois as filas na lotérica de Barrocas estão começando a se formar 01:00h da madrugada para as pessoas conseguirem sacaram o auxílio emergencial, mais, em dias normais também as filas são grandes e tem vez que falta até dinheiro", lamentou. 

Fabrício contou ainda que a sua mãe e outros dois familiares, chegaram hoje em frente a lotérica uma e meia da madrugada e já encontraram outras sete pessoas na fila. Ela só foi atendida às 10h41m, como mostra a imagem acima: "Se é tão difícil trazer uma extensão da Caixa econômica Federal, porque não viabilizam nem que seja um caixa 24 horas. Os outros bancos como Brasil, Bradesco, Ascoob tem posto de atendimento na cidade, porque a Caixa não pode? questionou.

Natural do Povoado de Barreira, zona rural do município, atualmente Fabrício mora na cidade paulista de Aguí, localizada na região de Campinas - São Paulo, mas continua acompanhando os acontecimentos da sua cidade natal.

@ Nossa Voz - Por Rubenilson Nogueira
Foto: Reprodução

1 comentário:

  1. Com certeza teria q chegar pr barrocas um caixa eletronico caixa pr a cidade de barrocas

    ResponderEliminar