terça-feira, 22 de maio de 2018

Clube do Jeep de Barrocas comemorou aniversário e realizou a 1ª Trilha

Foto Reprodução
No domingo dia (20), o Clube do Jeep de Barrocas reuniu os amantes deste histórico automóvel, para comemorar o 3º Aniversário do Grupo, e realizar a 1º Trilha da categoria no município. Além dos barroquenses, jeepeiros de outras cidades também participaram da aventura.

Vários barroquenses são aficionados pelos antigos Jeep, na cidade é comum encontrar eles rodando pelas ruas, alguns preservados com as suas características originais de fábrica, outros com designer moderno, ou modificados para o ambiante off road.  

Foto: Reprodução
O encontro teve como objetivo a comemoração do aniversário, mas também teve o momento de adrenalina. As atividades iniciaram na noite do sábado (19), com som ao vivo na Praça da Matriz e exposição das 'relíquias' para a população. Na manhã do domingo,  momento de partida para encarar a trilha com muitos desafios num cenário deslumbrante. 

Os cerca de 30 jipeiros partiram em fila e onde passavam chamavam a atenção dos moradores. A trilha começou na região de Barreiras, e finalizou praticamente fazendo a volta no município, retornando pela região de Minação.

"É bom demais, é algo quem não consigo nem descrever a satisfação. A gente que gosta e faz isso sempre, as vezes sozinho, poder reunir uma turma, a adrenalina é ainda maior" afirmou o mecânico Nikacio Araújo, 30 anos, que disse que a paixão por Jeep é passada de pai para filho.
Nikacio e sua esposa - Foto: Reprodução
O senhor Zé Carlos, pai de Nikacio também participou, ele é um dos tradicionais jeepeiros do município: "É de pai para para filho mesmo, começou com meu avô Joãozinho de Tôte, que teve um dos primeiros Jeep de Barrocas" lembrou. 

Outro exemplo dessa paixão passada de pai para filho, é o comerciante Geilton Mota, que herdou do seu pai João Geovalter, o conhecido João do Bar, 72 anos, esse sentimento pelos Jeeps, segundo ele, seu João anda de Jeep até nos dias normais: "Ele não quer saber de outro carro, se precisar ir numa cidade vizinha, vai de Jeep. Não adianta tentar convencê-lo de ir em outro carro". Sobre o evento Geilton destacou: "Foi bom participar, senti a alegria dele, em me ver também participando com ele acelerando num Jeep" relatou.

Erick, Clécio e Geilton Mota - Foto Reprodução
A comitiva partiu da Praça de Barrocas por volta das 9 horas da manhã, e só retornou quando já estava anoitecendo, por volta das 18 horas: "Acontece de alguns atolarem, quebrar, furar pneu, mas tudo faz parte da festa" relatou Nikacio. 

Foto: Reprodução
Como a trilha não foi totalmente concluída, devido ao 'adiantado da hora', em breve a turma vai se encontrar mais uma vez para um novo domingo de aventura sobre quatro rodas.

@ Nossa Voz - Por Rubenilson Nogueira

Sem comentários:

Enviar um comentário