terça-feira, 15 de abril de 2014

Barrocas: Problemas que precisam ser resolvidos - Construção do Matadouro Frigorífico.


Obras paradas: Construção do Matadouro Frigorífico, uma das obras de maior porte da cidade se encontra estacionada e não tem previsão de retomada. 

Investimento do Governo Federal no montante de R$2.526,873,72. (dois milhões, quinhentos e vinte e seis mil, oitocentos e setenta e três reais e setenta e dois centavos) para a construção e aquisição de equipamentos e veículos. Se o valor foi orçado, acredita-se que foi depositado e aplicado, o porque a obra não foi concluída? Restam dúvidas e faltam respostas.

Alguém pode responder quando essa obra será concluída?
Visitamos as instalações do ‘futuro’ Matadouro Frigorífico de Barrocas, obra que diante da sua atual situação, a cada dia que passa surgem diferentes comentários sobre qual será o próximo passo dado, porém quem sofre com situação é o barroquense que procura emprego em outras cidades e deixa aqui a família, o produtor criador de animais, os profissionais de diversas áreas, desde a construção e manutenção da edificação e produção, muitos pais de família poderiam está sendo beneficiados direta e indiretamente.


Recentemente o Secretário de Agricultura, Pecuária, Irrigação, Reforma Agrária, Pesca e Aquicultura, Eduardo Sales esteve reunido com Poder Público Municipal, Poder Legislativo, Secretários Municipais e Lideranças locais e regionais para tratar de assuntos de interesse do Município e visitou o algumas obras, inclusive o Matadouro, hoje quase cinco meses após a situação é a mesma, obra parada e sem previsão de retomada.

A população quer respostas paras as perguntas, uma deles é; Políticos podem está se beneficiando da situação?
Na visita do Secretário foi dito que os técnicos da ADAB se reuniriam com a engenheira do Município revisando o projeto e orçando quanto deveria ser aplicado na conclusão. Passados esse tempo mais uma vez o povo fica sem resposta e já nem acredita numa solução.

A estrutura abandonada começa a ser comprometido.
Surgem críticas em relação à demanda de animais para o abate, já que como a obra não foi concluída outras cidades da nossa região também já estão construindo Matadouros como o de Barrocas e por tanto será necessário abater grande quantidade de animais para que opere com receita própria, mas será que os animais oriundos do município serão suficientes?

Segundo informações quando estiver em atividade a despesa mensal do equipamento ficaria em torno de R$90.000,00 (noventa mil reais).



Alguns munícipes chegam a dizer que o Matadouro Frigorífico não irá ser concluído e nunca funcionará, assim ele está sendo chamado de Elefante Branco em solo Barroquense.
Um Elefante Branco do Nordeste Baiano
@ Nossa Voz

Sem comentários:

Enviar um comentário