terça-feira, 14 de abril de 2020

Barrocas: Cinco meses após inauguração, população lamenta descaso com a nova Capela do Cemitério Municipal

Devido a pandemia do Covid-19, os velários estão acontecendo no Capela - Imagens Reprodução
Com direito a convite através de vídeo (ver aqui) e ampla cobertura da imprensa da região, imagens aéreas com drone e a presença de fotógrafos, Prefeito José Jailson de Lima Ferreira fez o que Odorico Paraguaçu não conseguiu na novela Saramandaia da Rede Globo. No dia 02 de Novembro de 2019, ele juntamente com aliados realizou o ato de inauguração da reforma e ampliação do Cemitério Municipal que estava abandonado há anos (ver aqui). 

Passados cinco meses e alguns dias da entrega da reforma que durou oito meses e custou cerca de R$200 mil reais, nesta segunda semana de abril o JNV começou a receber diversas denúncias sobre a situação de abandono da Capela do Cemitério Municipal de Barrocas.

Imagem Reprodução
Uma servidora pública municipal da área de saúde, em texto enviado nesta terça-feira (14) para o Programa de Rubenilson Nogueira na Rádio Nossa Voz, relatou: "não fale meu nome. Agora as pessoas que estão morrendo não podem ser veladas nas suas casas, a vigilância sanitária está colocando no cemitério. Só que lá não estão dando suporte, o banheiro está precário em limpeza, as pessoas que estão lá velando seu ente querido estão passando constrangimento", lamentou.

Já um motorista bastante conhecido na cidade, mas que pediu para não ser identificado, afirmou: "Rubenilson Nogueira veja só a situação do Banheiro. Não tem caixa d'água no banheiro, a pia tá lá toda suja e a capela não tem ar condicionado como era anunciado pelo prefeito", reclamou o homem que é da família de um senhor que estava sendo velado no local. Com o celular o motorista registrou fotos mostrando os problemas na estrutura do prédio.

Em outra reclamação, um servidor municipal lotado na secretaria de obras e infraestrutura contou: "Banheiro com problema, não tem álcool em gel para as pessoas limparem as mãos para evitar a propagação do vírus, isso é um absurdo. Não tem água para beber, todo mundo aqui reclamando se acabando de sede. Sem falar que a estrutura está tudo (sic) mofado, pingando água em vários pontos. A pia é só de enfeite, não tem caixa d'água", protestou.

Uma pessoa que esteve no local pela manhã, disse que o prefeito esteve no Cemitério, tomara que ele tenha observado a situação e tome providências urgente. 

@ Nossa Voz - Por Rubenilson Nogueira

Sem comentários:

Enviar um comentário