terça-feira, 22 de setembro de 2015

Barrocas: Família esclarece prisão do Carpinteiro Marcos Paulo Nunes, detido pela CETO em Serrinha.

Foto: Portal Clériston Silva
Marcos Paulo Nunes, 40 anos, morador do Povoado de Baraúna do Rumo, Zona Rural de Barrocas, foi preso pela CETO às 12 horas da segunda-feira (21) na cidade de Serrinha, havia contra ele um mandado de prisão decretado pela justiça.

Segundo informações de familiares a prisão esta relacionada a um episódio ocorrido em 8 de março de 2002, na ocasião Marcos estaria na companhia de amigos e presenciou uma confusão, todos eram moradores do mesmo povoado, ele teria tentado evitar o conflito, porém um homem foi agredido, por isso responde processo por agressão.

Em virtude deste episódio, havia contra ele um mandado de prisão decretado pela justiça há mais de três anos, porém segundo um primo, Marcos Paulo não tinha conhecimento do mesmo. O primo Clécio Lima disse ainda que só na quarta-feira (16), um Oficial de Justiça esteve na residência de Marcos em Baraúna do Rumo e pediu que ele comparecesse ao Fórum em Serrinha para pagar uma multa, o acusado retirou o boleto e após retornar para entregar o comprovante foi preso pela Companhia de Emprego Tático Operacional CETO, em frente ao Fórum Luiz Viana Filha.

“Ele está preso e vai prestar conta à justiça, mas não há nada relacionado a roubo como vem sendo exposto em blogs e na rede sociais, isso vamos provar”, ainda de acordo com Clécio, Marcos não era fugitivo da justiça; “Como ele é fugitivo da justiça se sempre realiza eventos e informa e pede por ofício a presença da polícia nos eventos esportivos dele?” questionou.

Em virtude das informações de que estaria envolvido em roubo, a família vem sofrendo constrangimentos, mas sempre acreditou na inocência do carpinteiro; "As pessoas sabem que ele não é envolvido com roubo, é um trabalhador, mas percebemos os olhares de alguns" relatou.

O barroquense segue detido, porém já tem um advogado cuidando do caso, ele seria transferido para um presídio em Feira de Santana, porém se encontra na Delegacia de Polícia Civil de Barrocas aguardando o desfecho do caso.

@ Nossa Voz

Sem comentários:

Enviar um comentário