quinta-feira, 17 de setembro de 2015

POLÍTICO ‎CORRUPTO & O LADRÃO - Por Cícero Gois

Eu sempre quis saber qual a diferença do roubo para o desvio. 

O ladrão rouba e para praticá-lo usa o emprego de arma ou força ‪‎física. O político usa como arma a força do ‪‎poder. A arma do bandido mata ou a força que ele emprega para executá-lo lhe deixa ferida ou até provoca a morte também.

Já o político quando desvia, desaparelha a saúde, educação, moradia social, segurança pública e, consequentemente, faz aumentar a sensação de impunidade e insegurança; prejudica a própria segurança pública e, por consequência, aumenta o índice de violência, deixa à saúde fragilizada, a criança sem educação e a merenda; o ‪‎idoso sem o remédio para controlar a doença, entre outras situações.

A diferença então do mau político para o ladrão é quase nenhuma. Talvez a diferença seja que o ladrão, sabemos quem ele é, e o mau político usa de artifício que num primeiro momento não nos deixa perceber suas verdadeiras ‪‎intenções, nem quando pretende ou vai agir.

E o ladrão rouba ou desvia? Qual a diferença de um político que faz carrear para o seu bolso, o dinheiro do contribuinte que deveria ser usado na rala merenda de ‪‎crianças que estão na escola e de uma quadrilha que cava um túnel e através do qual, surrupia milhões dos cofres públicos do Banco? Qual a diferença de um vândalo que depreda o patrimônio público ou de um político que faz, mas rouba? Um furta as luminárias da praça e outro a embeleza e eventualmente desvia milhares de recursos para o ‘’caixa das laranjas’’ de sua possível próxima campanha ou para usar no possível Posto de ‪Combustível em outra região?

Como explicar a melhora no patrimônio de um desocupado que de repente surge de carro novo e de um “ocupado” político que necessitaria trabalhar de verdade dezenas de meses para acumular a fortuna que repentinamente começa ‪ostentar?

Não vejo diferença nenhuma do roubo para o desvio. A única diferença é que o roubo é praticado pelo ladrão de ‪verdade e o desvio é promovido pelo político de ‪mentira. Aquele que faz de conta ser honesto.

Por Cícero Gois no Barrocas Sem Censura

1 comentário: