sexta-feira, 30 de maio de 2014

Mais de Mil famílias contempladas com cisternas 'plásticas' em Barrocas.

Capacitação junto com os beneficiários no povoado de Lagoa da Cruz

A cidade de Barrocas faz parte do Programa do Governo Federal “Água Para Todos” que existe para contribui com redução da desigualdade e a integração de famílias que vivem longe de redes de abastecimento de água e foi contemplada com cerca de 1.200 cisternas de polietileno.

A cisterna para a captação da água de chuva utilizada pelo Programa Água Para Todos permite o armazenamento de 16 mil litros, a tecnologia dela impede vazamentos de água, assim como a contaminação, segundo a empresa que produz o material a matéria-prima utilizada, o plástico polietileno, é atualmente o material mais difundido na construção civil para o armazenamento de água. Hoje, 80% das caixas d’água do país são produzidas com esta resina. 

O Vice-Prefeito Joilton Avelino (Tita) que lutou pela implantação e ampliação do Programa em Barroca através da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional – CAR, Governo Estadual, Secretaria de Desenvolvimento e Integração Regional e Ministério da Integração Nacional esteve acompanhando as inscrições e entrega em diversos povoados de Barrocas.

Antonio da Silva, conhecido como Paroê se mostrou feliz com o benefício; “Muita coisa boa essa cisternas vai trazer, elas são importante porque quando chegar na hora do aperto, na falta de chuva vamos estar com um reservatório bom e cheio, preparados para os mementos difíceis, teremos água boa e qualidade da bica e, vamos utilizar também para o plantio pra molhar”. Perguntado sobre a qualidade da cisterna ele respondeu “Gostei muito, chegou num bom momento vai nos ajudar muito, só tenho a agradecer a Prefeitura Municipal, o prefeito Almir, o vice Tita a Jerry e as cadastradoras. 


Com mais de 800 cisternas entregues até o momento a meta segundo o Vice-Prefeito é chegar nas 1.200 até o final do projeto em Barrocas. Uma das características das cisternas é vedação que evita que a água evapore por causa do forte calor da região. Outra vantagem é que o material utilizado dificilmente trinca ou racha, evitando perdas e contaminações para a água.

Morador do Povoado de Lagoa da Cruz, o senhor Bento diz: “Esse é um projeto muito bom, enviado pelo Governo que vai beneficiar milhares de pessoas, principalmente as mais carentes. Com a água da chuva que caí e fica armazenado nas cisternas o povo vai ter uma reserva e ajuda também economizar a água da EMBASA. E as cisternas são bem lacradas e bem feitas então o povo gostou e aprovo positivamente este projeto”. Finalizou Bento da Lagoa da Cruz.

Como funciona: O abastecimento ocorre durante os períodos chuvosos: a água da chuva é aparada no telhado do local beneficiado e conduzida, por meio de um sistema de calhas e canos, para o interior do reservatório. Com a observância de cuidados básicos – que são comunicados aos beneficiados em treinamentos específicos – a água é própria para saciar a sede e para o preparo de alimentos.

O Vice Prefeito Tita comentou sobre os boatos a respeito da conquista do Programa para o Município, segundo ele vem de alguns políticos quererem tirar proveito da situação; “O povo sabe quem realmente trouxe as cisternas, é comum ter uns e outros querendo se aproveitar e se aparecer em alguns projetos enviados pelo Governo Federal, minha luta o povo reconhece, e digo mais, a população não dá ouvidos a este tipo de política”.  

Suzana, cadastradora: “O programa só exige um telhado feito de cerâmica e uma boa extensão, fica a critério de cavar o buraco e uma equipe instala a caixa e a bomba. Com as cisternas a população terá a água da chuva aproveitada e nas épocas de estiagem vão ter um reservatório limpo, grande e de qualidade” disse.



.
Vice Prefeito, e suplente de vereador Jerre, ao lado de morador que acaba de recebe uma das cisternas na região de Ladeira.
@ Nossa Voz - Por Victor Santos

Sem comentários:

Enviar um comentário