segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Barrocas: Agricultores participam de capacitação territorial sobre seleção, produção e multiplicação de semente


Agricultores de 12 cidades do território de sisal, com destaque paras as associações Barroquense das comunidades do Lajedinho, Barreira e Santa Rosa, participaram nesta segunda-feira (1) da capacitação das sementes crioulas na sede do Associação do povoado de Barreira.

A Secretaria de Agricultura, juntamente com o Movimento de Organização Comunitária (MOC), com apoio da Prefeitura Municipal de Barrocas apresentaram técnicas de armazenamento, acondicionamento, cultivo das sementes crioulas, que conseguem se adaptar e resistir às condições, no caso do município de Barrocas, no semi-árido, melhor que demais sementes. 


Na colheita, selecionam as melhores sementes para a reprodução. Contudo, além do armazenamento em casa, uma experiência muito importante são as Casas de Sementes, espaços construídos para o armazenamento de sementes crioulas. Ali, são selecionadas, armazenadas e bem cuidadas, para que não falte a semente na hora certa. 

As Casas de Sementes também são espaços de articulação e formação das comunidades, onde se discutem a agroecologia, a convivência com o semiárido, os males do uso de agrotóxicos, a história das sementes e a importância do resgate e conservação das sementes crioulas.


O milho e o feijão, sementes crioulas armazenadas nas Casas das Sementes em Barrocas das três Associações duram por muitos anos e é preciso segundo técnico do MOC, Ronaldo multiplicar e cultivar o produto de qualidade. 

A Secretária Municipal de Agricultura Maria Lucenir no encontro ressaltou o quanto para comunidade é significativo manter as sementes crioulas e se capacitar; “É importante participarmos desta capacitação, principalmente os agricultores, para que as sementes crioulas se multipliquem, garantindo um produto de qualidade e sem necessitar de agrotóxicos” disse.


“Nossas sementes resistem melhor ao clima do semi-árido, assim os agricultores diminuem uma preocupação na hora de plantar, e faço aqui um apelo as Associações e comunidades para investirem mais juntamente ao MOC para adquirirem a ‘Casa da Semente’, nosso técnico Ronaldo faz o acompanhamento e damos o apoio necessário para este beneficio” destacou Maria Lucenir.


@ Nossa Voz - Com Informações da Secretaria de Agricultura

Sem comentários:

Enviar um comentário