terça-feira, 18 de agosto de 2015

Barrocas: Escola Municipal do Alto da Porteira sofre com infestação de potós

A maior quantidade é encontrada na Quadra de Esportes da Escola
A cerca de 10 dias a área da escola está infestada pelos insetos, moradores do povoado dizem que o surgimentos dos potós está relacionado ao período de chuva e à colheita do milho.

Segundo pessoas que trabalham na unidade, algumas crianças já apresentam queimaduras resultantes do contato com o Potó. O Paederus irritans, mais conhecido como potó, inseto que costuma aparecer no clima de final de chuva, quando apertado libera um líquido chamado cantarizina, líquido cáustico que queima a pele, podendo apresentar queimaduras de primeiro grau com vermelhidão local e de segundo grau com vermelhidão e bolhas.


Imagens mostrando a grande quantidades de insetos na área da escola foram publicadas no perfil da EMAP no Facebook; "Quadra e Escola sofrem com ataque de potó, indo a Secretaria de Saúde informaram que não tem inseticidas para esse insetos. Professores, funcionários e alunos ficam com medo pois já começaram a migrar para dentro das salas, banheiros e área" informa o texto da publicação.

O Auxiliar Administrativo Marcílio Oliveira, informou que já foi na Secretária Municipal de Saúde e que a Diretora chegou a ligar buscando uma solução, porém segundo ele a informação passado é que não há inseticidas para a espécie de inseto. Ainda segundo o servidor, a Secretária de Educação Ana Clécia Queiroz já tem conhecimento do caso e garantiu tomar as devidas providências. 


Uma professora da escola, cobrou uma ação pois há locais que já não podem mais serem frequentados por alunos e professores; "Queremos solução já, estamos interditados de usar o banheiro e a área" escreveu.

Informações Importantes;
O inseto é atraído pela luz,roupas e lençóis brancos.
Os principais locais que o inseto atinge são as dobras de pernas e braços, pescoço e região facial, próximo ao olho.

Sintomas : Vermelhidão, prurido , ardor e bolhas no local da queimadora.
Tratamento : Lavar o local imediatamente após o contato com água e sabonete anti-séptico; Evitar exposição ao sol do local atingido, nos casos extremos procure um Dermatologista.

@ Nossa Voz - Da Redação.

Sem comentários:

Enviar um comentário