segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Pepino 'estranho' surpreende no Caldeirão Grande, zona rural de Barrocas


O solo barroquense é rico e fértil, desde o ouro em abundância aos pés de milho, mandioca, abobora e cachos de banana gigantes brotaram da terra do município localizado na região do sisal. 

Na última semana, recebemos a informação de que uma agricultora cultivava em sua propriedade pepinos incomuns que cresciam além do normal e por isso chamava a atenção.

Plantado nos fundos da casa da Sr. Terezinha Gonzaga, de 68 anos, moradora do povoado de Caldeirão Grande, um pé de pepino tem atraído vizinhos e visitantes, conhecido na região como Pepino Macho Homem o fruto chega a medir 1,20MT e se desenvolve bem mais rápido que o fruto comum.


O tamanho causou espanto na barroquense Tarsila que mora atualmente na maior capital do Brasil; “Eu trouxe a foto para a capital (São Paulo) onde eu moro e todos ficaram incrédulos com a hortaliça cultivada ai”, ela manteve contato  informando sobre o “Pepino Gigante” . Nossa equipe visitou a roça na tarde da sexta-feira (31) e conversou com a Sr. Gonzaga. 

Segundo a agricultora as sementes foram plantada em março, no local brotou também pés de milho e feijão. O pepino pode chegar a pesar 2,5kg, com mais de 120 centímetros de comprimento. “eu fui visitar meu filho em Araci, la encontrei uma mulher vendendo um monte de semente, vi a semente e perguntei pra que servia essa, ela respondeu ‘essa é do pepino macho homem’ eu comprei e plantei aqui”. Conta. 


“Venho a dois anos tentando plantar o pepino, nesse tempo todo só deu dois, por isso estou feliz porque tem 10 anos que não vimos nossa plantação tão bem, pra um milho crescer até ficar maduro aqui dava trabalho” conta sobre um dos melhores invernos visto em sua vida. Feliz e animada com os frutos de sua propriedade costuma sempre dividir sua colheita com familiares e vizinhos. 

O fruto pode ser consumido in natura ou junto com ensopado de carne, conforme a Sr. Terezinha explica. 

@ Nossa Voz Por Victor Santos

Sem comentários:

Enviar um comentário