segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Barrocas: Agentes de Combate a Endemias intensificam trabalho e não medem esforços na luta contra o Aedes Aegypti


Você com certeza já recebeu em sua residência ou estabelecimento comercial um Agente de Combate a Endemias, estes profissionais que atuam nas ruas prevenindo e ajudando a combater doenças que podem causar epidemia.

Diante do crescente número de casos de microcefalia, o Governo Federal lançou o PNEM - Plano Nacional de Enfrentamento a Microcefalia, em todo o Brasil o trabalho dos agentes foram ampliados e intensificados, as visitas dos agentes estão ainda mais frequentes.

Em Barrocas eles não medem esforços para combater possíveis focos, segundo, Walisson Queiroz, que na manhã desta segunda-feira (29) trabalha na Avenida Antônio Pinheiro da Mota, até abril serão concluídos três ciclos de visitas, e não faltam desafios.

Encarar pilhas de lixo, animais ferozes se equilibrar em muros e para chegar aos reservatórios localizados nos telhados das casas vale até subir em árvores. O risco de acidente é grande, mas segunda Walisson nenhum reservatória pode ficar fora de vigilância constante; "Nunca cair, mas já me machuquei" revelou. 

O profissional contou ainda que não é difícil encontrar focos, e alerta a população para cobrir os tanques, limpar os quintais, não deixar lixo, latas e garrafas expostas “Não basta só o nosso trabalho de vigilância, precisamos que a população também faça sua parte, assim venceremos esse batalhe” comentou.


Não custa lembra-lo que O Aedes aegypti, mosquito que transmite a dengue, a chikungunya e a zika, é um inimigo cada dia mais difícil de combater. Ele não é mais aquele mosquito de que você ouve falar há anos: está mais poderoso, mais perigoso, mais temido.

@ Nossa Voz – Por Rubenilson Nogueira

Sem comentários:

Enviar um comentário