quarta-feira, 17 de março de 2021

Gato alvejado no Bairro do Cedro terá que passar por cirurgia para amputar uma das patas

Imagem Reprodução

Um raio-x feito em uma clínica veterinária, mostrou que haviam bastante bolinhas de chumbo no corpo do animal, além de uma fratura no membro esquerdo. Possivelmente ele foi alvejado com um tiro de espingardaA tutora de Bolinha, como é chamado o felino, contou que ele saiu de casa na noite do domingo dia (14) e não voltou durante a madrugada, como era de costume. Teane Queiroz disse que o gato só foi encontrado na manhã da terça-feira, caído em frente a residência e com bastante sangue.

"Geralmente ele sai a noite e volta na madrugada, mas dessa vez ele não voltou. Na segunda-feira passou o dia todo e ele não apareceu. Meu pai encontrou ele na terça-feira, e quando a gente chegou ele tava todo ensanguentado na parte da patinha esquerda, arrastando ela e cheio de pontinhos preto. Aí imaginamos que era chumbo, que atiraram nele", relatou a tutora.  

Na clínica veterinária veio a informação que possivelmente seria necessário realizar a amputação do membro dianteiro esquerdo. Bolinha segue internado na clínica se recuperado para em seguida passar pelo procedimento cirúrgico: "Eu só digo assim, que Deus abençoe essa pessoa que fez essa maldade com meu gato", disse a comerciária, ainda abalada com o ocorrido.

Moradores do Bairro do Cedro relataram à família que escutaram barulho de tiro naquela noite de domingo. No Brasil, maltratar animais de qualquer espécie é considerado CRIME AMBIENTAL, segundo prevê o art. 32 da Lei nº 9.605, de1998, com pena de detenção de três meses a um ano e multa.

@ Nossa Voz - Por Rubenilson Nogueira

Sem comentários:

Enviar um comentário