sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Barroquense se surpreende com pé de cansanção gigante na cidade de Serrinha

Imagem de Celular
O agricultor Celson Ferreira, conhecido como Coelho da Casa do Sertão, numa recente visita ao amigo Manoelito Costa na cidade de Serrinha, ficou deslumbrado ao tomar conhecimento de que num quintal próximo havia um tal pé de cansanção gigante.

Para quem não se lembra, o cansanção é aquela planta que basta um toque em qualquer parte dela, para sentir um queimar no local, por isso que muitos costumam usar a frase “a uma surra de cansanção”.

Comuns no Nordeste, o Cansanção é o nome vulgar dado a várias das espécies de vegetais das famílias Euphorbiaceae, Loasaceae e Urticaceae. Sua principal característica, comum a todas elas, é o fato de provocarem, assim como a urtiga, a sensação de queimadura ao toque com a pele. Ao contrário da urtiga, porém, seu efeito urticante e vesiculante (causador de bolhas) é maior e mais agudo, bastando para tanto o simples contacto com seus pelos, ao pé dos quais há uma cápsula com o líquido agressivo.

Imagem de Celular
Com 54 anos, Celso disse que desde crianças trabalhou na roça e garante que nunca viu um Cansanção tão grande, por isso fez questão de registrar a descoberta, e até pousou para uma foto com familiares e o dono do terreno onde brotou a planta gigante, o senhor Gil do Subaé; “Eu nuca tinha visto na minha vida cansanção daquele tamanho, antigamente quando fazíamos os roçados tinha muitos pés, uns diferente, mas nuca daquele tamanho, por isso como diz o ditado, eu não ganhei a semana ganhei um centenário nessa visita” brincou.

@ Nossa Voz - Da Redação / Informações Wikipédia

Sem comentários:

Enviar um comentário