sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Barrocas: Caso suspeito de microcefalia em bebê barroquense foi descartado


Um boletim informativo divulgado no dia 7 de dezembro pela Secretaria Municipal de Saúde da cidade de Feira de Santana, através do departamento de Vigilância Epidemiológica apontou para o registro 12 casos de microcefalia em bebês com acompanhamento em unidades feirenses, segundo a publicação, 7 casos foram de outros municípios dentre estes Barrocas com um caso suspeito. 

Depois que o Ministério da Saúde informou da possível relação entre o vírus e os casos de microcefalia com vários registros no nordeste, as suspeitas de casos em alguns municípios deixou a região do sisal em alerta. Em análise inicial, de acordo com as autoridades sanitárias, o risco está associado ao contágio nos primeiros três, quatro meses de gravidez. 

A gestante que teve a identidade preservada, é moradora da Zona Rural do Município, ela pode ter contraiu Zica vírus e chicungunya durante a gestação. De acordo com a Vigilância Epidemiológica  de Barrocas a gestante passou por exames no Hospital da Mulher de Feira de Santana, local onde fez o parto do bebê, que nasceu saudável. Este foi o único caso suspeito no município.

ORIENTAÇÕES; Além das medidas preventivas tradicionais que impedem a reprodução do mosquito aedes aegypti, as mulheres grávidas também devem colocar mosquiteiro sobre a cama e usar repelente à base de citronela. Outro produto que as mulheres devem ter sempre à mão é a raquete que dá descarga elétrica no inseto, quando nele tocada, matando-o imediatamente. Água parada, sempre usada pelo mosquito como depósito dos seus ovos, deve ser evitada.

@ Nossa Voz

Sem comentários:

Enviar um comentário