terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Estudantes Barroquenses comentam aprovação da PEC 55/241 que congela gastos por 20 anos

Manifestação em Serrinha em Novembro - Foto Daniele Oliveira
PEC do Teto foi aprovada nessa terça-feira (13), a aprovação aconteceu em segundo turno com 53 votos a favor e 16 contra. 

A PEC vem sendo muito criticada e gerou manifestações em todo país por congelar os gastos públicos nos próximos 20 anos, para ser aprovada o govrno precisava de 49 votos  a favor, ao final da votação conseguiu 4 votos a mais que o mínimo necessário. 

Talita Silva estudante de
 Pedagogia pela UNEB
“A aprovação da PEC é claramente uma estratégia do governo para sucatear e suprimir os recursos a serem destinados à educação, em virtude da atual conjuntura econômica, retirando dos menos favorecidos seus direitos e garantias já previstas, constitucionalmente. É também um passo antidemocrático pois a aprovação está sendo decidida por uma minoria que desconhece ou finge não conhecer a realidade educacional e os diferentes contextos em nosso país, os nossos representantes. Vejo a PEC como um sério problema ao cenário educacional e um retrocesso nessa área que é de fundamental relevância. Com o congelamento, e sucessivamente a redução dos investimentos, implicará em desvantagens e prejuízos ao desenvolvimento pessoal e profissional dos estudantes assim como todos os profissionais da educação que serão afetados, irá atrapalhar, estamos diante de uma proposta que irá inviabilizar e trazer a precarização da educação como um todo, prejudicando significativamente a qualidade dos processos de ensino e aprendizagem, a qual fazemos parte” a jovem Talita Silva, estudante de Pedagogia na UNEB comentou e deixou a sua opnião sobre a PEC, e sua aprovação. 

Assunto mais comentado do Twitter 
“Deputados ignoraram os danos causados a população e aprovaram a PEC”, tem sido um dos assuntos mais comentados em todo o pais, inclusive nas redes sociais, nem só hoje, e sim à vários dias, durante a sua tramitação, escolas foram ocupadas, manifestações foram realizadas, segundo a Data folha 60 % da população brasileira é contra a PEC. 

Rodolfo Queiroz, Estudante
de Direito
As manifestações continuam acontecendo no Brasil após a aprovação nesta terça-feira.

“ Um país não se desenvolve sem que se preste uma educação de qualidade aos seus destinatários, por isso os gastos educacionais devem ser constantemente elevados, e não reduzidos. Por fim, essa Emenda Constitucional mostra o qual conservador é o nosso parlamentos, fazem isso porque não precisam do ensino, ou da saúde pública” comentou o Barroquense Rodolfo Queiroz estudando de Direito na UCSAL.

Da Redação por Milena Araujo

Sem comentários:

Enviar um comentário