quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Barrocas: Dados da CNM mostraram que em 6 anos município deixou de receber 18 milhões de reais


Ouvimos a muito tempo que o mundo vive uma crise, a tal Crise Mundial, os telejornais, os programa de radio, as notícias nos jornais impressos e na internet tratam desse tema diariamente. Mas qual o tamanho da crise, como os efeitos dessa turbulência afeta a vidas das pessoas?

Para tentar evitar uma recessão, descontrole da inflação, dentre outros, os governos cortam investimentos, reduzem despesas com educação, saúde, segurança, programas sociais, logo o município recebe cada vez menos recursos e não consegue manter a máquina pública funcionando como deveria, aos poucos a população sente na pele, o desemprego, preços altos, falta de segurança e encontra dificuldades quando necessita de serviços básicos, principalmente na área da saúde.

Em Barrocas não é diferente, tanto a falta de emprego como a redução de receita repassadas pelo governo acaba prejudicando a vida dos cidadãos e cidadãs, para se ter uma ideia, segundo dados da CNM - Confederação Nacional dos Municípios, apenas de 2008 às 2014 a prefeitura deixou de receber mais de 18 milhões de reais, a CNM teve como fonte das informações o TCU - Tribunal de Contas da União.

Desonerações: Após a crise econômica mundial em 2008, o governo federal adotou uma série de políticas de desonerações de impostos. Mas a grande maioria delas foram em impostos partilhados com estados e Municípios. Isto teve como consequência a falta de recursos financeiros para a nossa cidade.

Veja quanto Barrocas deixou de arrecadar por ano;


@ Nossa Voz - Da Redação - Informações do http://www.cnm.org.br/

Sem comentários:

Enviar um comentário