quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Barrocas: Construção do Matadouro Industrial e Estádio Municipal parece não ter fim.


Além da Escola da Pro Infância, inaugurada neste ano com direito a presença do Governador Rui Costa, outras obras já deveriam terem sido entregues a população do município de Barrocas. 

Duas das principais obras iniciadas na Gestão do Prefeito José Almir,  seguem paradas e sem previsão de entrega. Juntas, ultrapassam o montante de R$ 3,500,00,00 (três milhões e meio de reais) ambas estão atrasadas a mais de 3 anos. 

Por diversas vezes os trabalhos nos canteiros da Empresa JR Empreendimentos enfrentaram problemas, pararam e recomeçam mediante diálogo com o banco financiador, conversas entre representantes da empresa e poder executivo,  além do Prefeito José Almir e equipe, o ex-prefeito José Edilson esteve presente em algumas das reuniões, não se sabe se como representante da empresa, ou se no caso do Matadouro, porque o mesmo foi conseguido em sua gestão. Com tudo o tempo passa e não há nenhum sinal claro de quando estas obras serão entregue a população. 

O matadouro frigorífico, conta com o maior aporte financeiro,  o investimento chega segundo placa afixada no local, à R$2.526,873,72, (dois milhões, quinhentos e vinte e seis mil, oitocentos e setenta e três reais e setenta e dois centavos) recursos do Governo Federal destinado para, além da construção, aquisição de veículos.

Com menos dinheiro envolvido, mas também na casa do milhão, o estádio de futebol foi orçado em R$ 1.181,200, 000. (Um milhão, cento e oitenta e um mil e duzentos reais) também com investimento do Governo Federal,  a JR Empreendimentos é a empresa responsável. 


Na manhã da quarta-feira dia 30 em nenhum dos canteiros de obra foi encontrado sinais de homens trabalhando,  a impressão é que há alguns dias estão paralisadas.

Em cidades próximas, a exemplo de Serrinha, Frigoríficos enfrentam dificuldades, o número de funcionários foi reduzido em algumas unidades, a queda na produção de gado tem atingido o setor. O matadouro frigorífico industrial de Barrocas, já apelidado de ‘Elefante Branco’ nem se quer começou a produção, e terá desafios pela frente, precisará produzir o suficiente para manter os altos custos de produção. Apesar das projeções negativas, se houver planejamento e incentivos poderá gerar emprego e renda no futuro.

As expectativas com o estádio são melhores, ele contribuirá com o desenvolvimento do Futebol Local, beneficiará diversas equipes e escolinhas, pode ser o passaporte para Barrocas ter uma equipe inscrita no Intermunicipal, receber jogos do Campeonato Rural em fases decisivas, gerado receita para as equipes, além de tantas outras atividades esportivas e culturais que podem ser realizadas.

@ Nossa Voz

Sem comentários:

Enviar um comentário