terça-feira, 20 de outubro de 2015

Agricultor barroquense comemora farta colheita na região do Bom Gosto, zona rural do município

A região teve um dos melhores inverno dos últimos anos.
A tradicional bata de milho aconteceu na segunda-feira (19), ao final do trabalho o resultado da colheita foi comemorado, foram 109 sacos de milho na medida da máquina que realizou o serviço, podendo até chegar à 120 sacos.

No dia 4 de maio deste ano, com a terra preparada e confiante no bom tempo, o agricultor João Lima, 48 anos, morador do Povoado de Minação, semeou as sementes de milho em 18 tarefas de terra na sua propriedade, fazenda Caldeirão Novo, localizada na região do Bom Gosto.

A região foi agraciada pela chuva e o milho brotou e cresceu, o agricultou fez tudo certo, limpando a terra no tempo certo, 5 meses e 16 dias após o plantio, chegou o momento mais esperado, a bata do milho, serviço realizado por um trator com o implemento da batedeira, mas a colheita foi tão produtiva que precisou de muitos homens para realizar o trabalho. 


"Primeiramente agradecer a Deus, pois foi rendido o que eu esperava. A terra é muito boa e o bom tempo ajudou, por tudo isso eu já tinha a expectativa dessa quantidade" revelou orgulhoso o agricultor. 

Quem também ficou feliz foi a esposa do senhor João Lima, a professora Cleide de Minação, segundo ela o número de sacos foi recorde na região; "Estamos um felicidade só, foi recorde nos sacos de milho" escreveu.

Colheita tão farta, João Lima lembra ter conseguido apenas no ano 1997, quando chegou a bater 80 sacos de milho na mesma propriedade.

Muitos agricultores da região também plantaram no mesmo período e comemoraram os resultados, mas nem todos conseguiram uma colheita tão farta como a da família Lima.

@ Nossa Voz - Foto: Arquivo da Família

Sem comentários:

Enviar um comentário