quarta-feira, 2 de janeiro de 2019

Barrocas: Após morte do pequeno Kaio, manifestantes bloqueiam BA-409 e cobram redutores de velocidade para o trecho

Foto: Reprodução
Na manhã desta quarta-feira (02), dezenas de pessoas bloquearam por um tempo o trânsito de veículos na BA-409, (Serrinha a Conceição do Coité) no trecho do Ponto do Tocó região do Povoado de Curralinho, Zona Rural de Barrocas, onde aconteceu o acidente que vitimou o pequeno Kaio Santos Santana de 5 anos.

O protesto pacífico aconteceu cerca de 24 horas depois do acidente, ocorrido na terça-feira (01), levando os moradores dos vizinhos Povoados de Minação, Curralinho e além de São Miguel do Ouricuri, onde moram os familiares da criança a cobrarem providências.


A principal revindicação foi a instalação de redutores de velocidades, para diminuir o constante risco de acidentes no local, onde os moradores de região embarcam e desembarcam nos transportes de passageiros e relatam diversas situações de risco, devido a velocidade dos veículos ao passarem no trecho.

O protesto começou por volta das 10 e ocorreu até às 13 horas.
Os manifestantes bloquearam a via com galhos de arvores, exibiam cartazes e gritavam juntos cobrando providências. O grupo se manteve na rodovia mesmo com a chegada de Polícia Militar e Rodoviária Estadual, eles exigiam a presença de um interlocutor com as autoridades competentes. Só por volta das 13h após a chegada do Chefe de Gabinete do Deputado Alex da Piatã, que se prontificou a levar a demanda ao parlamentar, que houve a liberação do trânsito. Antes foi formada uma comissão liderada pelo Vereador Jerry da Minação, para ir a Capital apresentar a solicitação junto a Secretaria de Infraestrutura do Estado a SEINFRA.

Ponto do Tocó, onde moradores da região embarcam e desembarcam nos transportes de passageiros
O estudante Victor Oliveira Santos, 19 anos, morador do Curralinho, falou sobre a participação, e disse que se providências não forem tomadas, novos protestos poderão acontecer: "Me senti satisfeito de como a população abraçou a causa. Superou minhas expectativas! Foi um protesto pacífico e sem violência, entramos em acordo com a PM e durante todo movimento eles agiram com cautela dialogando com o povo. Estou confiante no atendimento da demanda apresentada, mas caso a secretaria de infraestrutura do estado não tome as devidas providências, continuaremos lutando prezando pela segurança dos cidadãos" afirmou.


@ Nossa Voz - Por Rubenilson Nogueira

Sem comentários:

Enviar um comentário