sábado, 29 de fevereiro de 2020

Depois de turnê de carnaval por estados do nordeste, Sid Batera comenta os shows e fala da saudade da família

Sid Batera - Foto: Reprodução
O período de carnaval é de muita folia e curtição em grande parte do Brasil, para alguns, é momento de descanso, no entanto, para o barroquense Sidnei Santos que é músico, a maratona de festas foi de muito trabalho. Em turnê, ele viajou por três estados do nordeste, acompanhando a banda Gabriel Chaonda, que se apresentou em quatro cidades no período de uma semana. 

Na estrada, cruzando parte do nordeste fazendo o que ama, Sid Batera como é conhecido o baterista barroquense, viajou 1.488km até Nova Olinda no Maranhão, o primeiro destino da turnê. Com grande experiência e passagem por diversas bandas, em 2017 Sidnei tocou no Carnaval de Salvador, no circuíto Barra/Ondina, um dos mais disputados da festa. Esta relação com grandes eventos é porta de entrada para não ficar parado em nenhuma época do ano, atuando do réveillon, passando pela carnaval e até o São João, o barroquense tem agenda cheia. 

Fotos: Emídio Santiago 
Casado e pai de uma menina, Sidnei não esconde que apesar de trazer o sustento para a casa, a distância causa saudade: "Bate a saudade mesmo. Sair de casa Sexta-feira 13h com destino à Conceição do Coité, foi de lá que partimos para Estado do Maranhão às 15h. Chegamos na cidade de Nova Olinda no sábado às 17hs. Foram 26hs de viagem. Sair de casa na sexta de Carnaval e voltei na quinta-feira, já pela madrugada.  É muito cansativo mas gratificante", afirmou.

Os shows: "o primeiro foi na cidade de Nova Olinda do Maranhão, onde a Chaonda fez uma apresentação que agradou muito o público daquela cidade. Terminando o Show pegamos a estrada diretamente para a cidade de Governador Archer, foram mais 400km entre Nova Olinda a Governador Arche, 6hs de viagem, para o próximo show. O público  daquela cidade curtiu muito o Axé da Bahia. Terminando o Show pegamos a estrada para o Estado do Piauí, o show foi na Cidade de Picos. O povo curtiu muito o Som da Chaonda, foi o terceiro show da turnê. O pessoal do Piauí gosta muito do Axé Baiano. Terminando o Show foi o mesmo processo, pegamos a estrada diretamente de volta ao Estado do Maranhão, para tocar na Cidade São Domingos do Azeitão 527km de distância, outras 6 horas de viagem. Foram 2 motoristas revezando, pessoal da empresa, muito competentes e responsáveis", destacou o músico.

Fotos: Emídio Santiago 
Sobre o quarto e último show, o batera lembrou: "A Chaonda sacudiu aquela Praça da cidade de São Domingos do Azeitão Maranhão, a galera que marcou presença, o povão dançou até umas horas", afirmou.

Fim de turnê, hora de retornar à Bahia, muitas horas de viagem pela frente, foram quase 1500 km até Barrocas: "Foram 1.431km até Conceição do Coité, cidade natal da banda. Só tenho que agradecer a Deus e a confiança da galera da Chaonda, obrigado a todos os meus amigos da música, a galera que não é da música que também faz parte da minha vida. Minha família que sempre me incentiva e me incentivou até hoje", afirmou o popular Sid Batera de Barrocas.
@ Nossa Voz - Por Victor Santos / Colaborou Rubenilson Nogueira

Sem comentários:

Enviar um comentário