quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Mineradora com operação na Fazenda Brasileiro em Barrocas, aceita oferta de compra da Leagold Mining Corporation

A Brio Gold é uma subsidiária da Yamana Gold e conta com a mina C1 em Santaluz | Foto: Reprodução MFB
Segundo publicação do site Brasil Mineral do dia 19 de fevereiro, a Brio Gold que opera a mina na Fazenda Brasileiro em Barrocas, anunciou que entrou em um acordo definitivo pelo qual a Leagold Mining Corporation vai adquirir todas as suas ações. 

A companhia resultante será um produtor médio de ouro com quatro minas em operação e um projeto em estágio avançado de desenvolvimento, localizados no México e Brasil. A expectativa é que a nova companhia produza 447.500 onças de ouro em 2018 e com potencial para alcançar um nível de 700 mil onças em 2020, a um custo total de US$ 800 a onça. Pelos termos do acordo, cada acionista da Brio Gold receberá 0.922 ações ordinárias da Leagold e 0.4 de garantia de compra de ação da Leagold para cada ação da Brio Gold. Cada garantia poderá ser exercida a um preço de C$ 3.70 para cada ação da Leagold, por um período de dois anos a partir do fechamento da transação. Foi considerado um valor total de C$ 2.67 para cada ação ordinária da Brio Gold. Isto representa um prêmio de 51% sobre o preço de fechamento das ações da Brio Gold na TSX em 22 de janeiro de 2018, antes do anúncio da intenção da Leagold de fazer um take-over da Brio Gold. Assim, o valor total considerado para a Brio Gold foi de C$ 314 milhões. A Brio Gold é uma subsidiária da mineradora canadense Yamana Gold, e é formada pelas minas brasileiras: Fazenda Brasileiro em Barrocas e C1 Santaluz, na Bahia, e Pilar, em Goiás, além do projeto de cobre e ouro Água Rica, na Argentina.

A Nossa Voz - Informações Notícias de SantaLuz

Sem comentários:

Enviar um comentário