quinta-feira, 20 de março de 2014

Barrocas: Por que amamos tanto essa terra?

Praça Miguel Ferreira
Continuamos conversando com os barroquenses através do 'Quadro' lançado neste mês e que busca homenagear Barrocas que está próximo de completar 14 anos da sua emancipação política. Nesse diálogos procuramos entender um pouco da paixão que os filhos desta terra nutrem por ela: Porquê amamos tanto essa terra?

Edson Morais - OPBB 8322, Funcionário público estadual licenciado, Bacherel em Teologia pela Escola Teológica Dietrich Bonhoeffer em Serrinha, cursando pós graduação em Exposição Bíblica, Pastor da Igreja Batista Lírio dos Vales em Lagoa da cruz e Pastor da Igreja Batista Betel em Barrocas.

Barrocas, Cidade que cresce!
“Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos corações sábios”.
Salmos 90: 12

A correria do dia a dia nos tira às vezes a atenção para o crescimento de nossa cidade, da mesma forma que as vezes nos pegamos observando os nossos filhos e nos perguntando como eles estão grandes, assim também acontece com nossa cidades. 14 anos se passaram e às vezes não reconhecemos jovens de hoje que na época da emancipação eram apenas crianças e o tempo passa e na maioria das vezes não os enxergamos. Esse crescimento trás transformações diversas para a nossa sociedade. 

Há 14 anos nos tornamos independente, começando a nossa trajetória, começando a escrever a nossa história a construir o nosso legado. Nestes anos de história temos motivos a nos orgulhar ou motivos a nos envergonhar? Contar a nossa história hoje nos trás alegrias ou tristezas? Lembrar do: “como éramos” e de “como estamos”, significa progresso, regresso ou estagnação. 

Penso que progredimos muito em construções de sede administrativa, escolas, postos de saúde, pavimentação de ruas, manutenção de estradas vicinais e construção de rodovia, praças, parques infantis. Crescemos também em violência, crescemos no desrespeito com os mais velhos, desrespeitos com as crianças e adolescentes, crescemos também em desigualdade social, preconceito religioso e outros, etc. Somos julgados pelo que somos, pelo que cremos e até pelo que temos, em muitas coisas valorizados pelo que temos e não pelo que somos, é o fato de valorizar o TER e desprezar o SER. 

Mas, o que pensar nesta época em que completamos 14 anos de idade, o que significa isso pra todos nós. Acordemos, pois, estamos crescendo chegando à idade adulta. Estamos construído quais tipos de valores? Guardando quais princípios? O que será respeitado como normas para esta cidade reger a sua fase adulta. É hora de pensarmos um pouco mais em valorizar as pessoas, em diminuir as desigualdades sociais, aqueles que legislam que legislem pensando nas pessoas, criem e façam leis que dignifiquem o ser humano, os que as executam, que façam com o pensamento no próximo, com respeito e com dedicação a todos os seus munícipes.

Temos muito a agradecer a Deus pelas conquistas dessa pequena cidade. Honramos a Deus pelos 14 anos de Barrocas, oremos, exerçamos a nossa fé em Deus, Parabéns Barrocas e que você continue contando os seus dias na presença de Deus até alcançar um coração sábio.
Nesta sexta-feira mais cidadãos e cidadãs barroquenses falarão sobre essa terra amada.

@ Nossa Voz - Rubenilson Nogueira

Sem comentários:

Enviar um comentário