sábado, 22 de março de 2014

Barrocas: Por que amamos tanto essa terra?


Um pequena cidade localizada no interior do estado, pacata, tranquila, hospitaleira, essa é Barrocas, a nossa Barrocas! Como forma de homenagear este município, diversas pessoas em sua maioria jovens como ela, alguns ainda eram crianças quando o segundo processo de emancipação política foi iniciado. Esta cidade completará no dia 30 de Março 14 anos da sua emancipação política, mesmo jovem Barrocas se destaca na região sisaleira graças ao seu desenvolvimento e crescimento. Nesses diálogos procuramos entender um pouco da paixão que os filhos desta terra nutrem por ela: Porquê amamos tanto essa terra?

Maria Laila de Jesus Silva 24 anos Operadora de caixa

"Cidade maravilhosa cheia de encantos mil". Cidade de pessoas acolhedoras, que cativam a todos que por ela passam. Terra amada, onde nasci e cresci, uma terra abençoada e muito querida. Parabéns por mais um ano, contunue crescendo e progredindo. Parabéns Barrocas, terra de pessoas guerreiras que como eu lutam por seus sonhos. 


Maxsuel de Jesus Pinto, 21 anos, Auxiliar Administrativo

Sou muito feliz por ser um cidadão desta pacata cidade, que cresce aos poucos e agradavelmente com a dedicação deste povo trabalhador; onde muitos trabalham bem distante da mesma, mas sempre acabam dividindo o fruto do seu suor com o desenvolvimento desta jovem amigável e acolhedora terra. Terra esta em que "forasteiros" visitantes, costumam se apaixonar e certamente quando se despendem já sentem vontade de voltar. Simplesmente uma das muitas provas de que o amor a esta cidade está presente não só no coração dos naturais da mesma. Infelizmente é de coração apertado, estou longe da minha amada terra, mas com toda certeza um dia poderei novamente e definitivamente estar vivendo em minha cidade. E sempre digo em qualquer lugar que for deste mundo, que tenho orgulho, mas, muito orgulho mesmo de ser BARROQUENSE!

Neste domingo, outros cidadãos e cidadãs barroquenses falarão sobre esse terra linda.

@ Nossa Voz - Rubenilson Nogueira

Sem comentários:

Enviar um comentário