sexta-feira, 7 de março de 2014

Revoltado com a situação que se encontra a inacabável obra da Escola da Pro Infância, morador denuncia descaso.


A construção da Unidade Escolar de Educação Infantil, chamada de Pro Infância deveria ter sido concluída em 26 de Agosto de 2011. Porém em 06 de março de 2014 as imagens feitas por um morador mostram que além do atraso da obra orçada em R$1.212.000,00 (Um milhão duzentos e dose mil reais), a empresa responsável parece que deixou o local há algum tempo.

Mato, água parada, entulho e material adquiridos com dinheiro público estão espalhados pela área, inclusive um grande reservatório de água.


“Estamos preocupados com o surgimento de insetos com o mosquito da dengue, além de ratos que se nada for feito vão tomar conta daquele lugar” desabafou o jovem que pediu para não ser identificado.


A construção da Unidade Escolar é cercada de mistério, na cidade fala-se que um político seria o verdadeiro responsável pela situação ter chegando ao estado atual, mas também há quem diga que a Prefeitura não cumpriu com sua parte e teria atrasado repasses impossibilitando a conclusão da mesma. Ninguém fala com clareza, nem aponta culpados nem dá certeza de quando a Escola estará pronta.

Agora não é só o atraso na conclusão que preocupa e revolta a população barroquense e principalmente os moradores de área, a situação que o lugar se encontra também.


Começou um novo ano, mas os filhos dos barroquenses ainda não poderão estudar numa escola que custou aos cofres públicos mais de um milhão de reais.


Leia mais: Barrocas: Escola Pro Infância: Anos de espera e muitos prejuízos.

@ Nossa Voz – Participação Popular
Foto com Aparelho Celular

Sem comentários:

Enviar um comentário