quarta-feira, 5 de setembro de 2018

Barrocas: Agentes de Saúde e de Endemias foram as ruas contra veto do reajuste do piso salarial da categoria

Foto: Victor Santos
Em todo território nacional, Agentes Comunitários de Saúde e Endemias, paralisaram as atividades e protestaram pela derrubada do veto da medida provisória 827/18 (reajuste do piso nacional) entre os dias 3, 4 e 5 de agosto. Em Barrocas, na manhã da terça-feira (4), profissionais mobilizaram uma caminhada pelas principais ruas da cidade.

De forma pacifica, os profissionais vestiram preto e com apitaço chamaram atenção da população e dos representante dos poderes executivo e legislativo referente ao reajuste salarial das categorias, que estão com salários congelados desde 2014.


Segunda a Presidente da subsede do SINDRACS, dos agentes comunitários de saúde e de combate às endemias de Barrocas, Jusselia Góis, diz que a mobilização é pela valorização da classe, que sofre com o veto presidencial que retira o direito do reajuste do piso salarial da categoria. 

A Diretora e ACS que representa o município, Elzilandia Ramos, destaca que a profissão lida com a vida das pessoas: "no dia-a-dia visitamos cada lar, cada casa, conhecemos a realidade de cada um e orientamos, levamos informação, facilitamos o acesso a saúde e lutamos para continuar mantendo este trabalho de prevenção nos lares". 


Em frente ao prédio dos poderes públicos municipais (Prefeitura e Câmara de Vereadores) o grupo cobrou ao gestor e aos vereadores, uma posição dos respectivos deputados na defesa do direito dos profissionais de saúde. O evento fez parte da paralisação nacional, com base na Convocatória da Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias – CONACS.
@ Nossa Voz - Por Victor Santos

Sem comentários:

Enviar um comentário