sexta-feira, 31 de março de 2017

Barrocas: Cerâmica da Associação de Santa Rosa volta a funcionar e já está produzindo

Foto: Daniele Oliveira
Fundada há 12 anos, a Cerâmica da Associação de Santa Rosa parou as suas atividades de produção no dia 23 de outubro de 2013, segundo a direção, por falta de apoio da Prefeitura Municipal.

Após cerca de três anos sem funcionar, a fábrica retomou suas atividades em maio do ano passado, mais segundo a presidente Maria Dilma, é necessário a parceria com o poder público municipal para a continuidade da operação, caso contrario, é difícil mantê-la produzindo; "Fica caro o processo, não teremos condições se não tivermos caçamba e máquinas através de parceria com a prefeitura, sem esse apoio não temos condições de rodar" alertou. Quando está em plena produção a fábrica gera em média 15 vagas de empregos diretos.



A comunidade de Santa Rosa se destaca por ser a única que tem uma cerâmica funcionando no município. O produto produzido é de qualidade e tem preço acessível, até mesmo abaixo do praticado por outras empresas, com isso atraiu o interesse dos comerciantes da cidade. Na fábrica são produzidos cerca de 5 há 8 mil blocos por dia.

Segundo Maria Dilma, a Cerâmica passou a ter forte representação com o empenho de algumas pessoas da comunidade e desde então esta mantendo o crescimento contínuo gerando assim algumas oportunidades de emprego; "A cerâmica para nós é uma esperança de dias melhores em nossa comunidade e município, tem tudo para dar certo" afirmou.



Dilma também lembrou de quando a prefeitura apoiava a associação; "Quando tínhamos o apoio da prefeitura dava muito certo, hoje estamos iniciando novamente com muita dificuldade mais com esperanças de termos de volta as nossas parcerias. Assim os adolescentes e jovens e seus familiares possam ficar aqui, concluir seus estudos cobrindo suas próprias despesas, foi para isso que fomos até Salvador buscar essa cerâmica, para que os jovens possam concluir seus estudos pensando em dias melhores" destacou.


@ Nossa Voz - por Daniele Oliveira

Sem comentários:

Enviar um comentário