segunda-feira, 3 de agosto de 2020

Por mais reconhecimento aos técnicos em enfermagem no enfrentamento à Covid-19 - Por Solange Mota

Diante do cenário de pandemia que vivemos, paramos em casa para refletir a importância do estar perto, de abraçar, de beijar, de se reunir, passamos a olhar melhor para as pessoas que amamos, nos preocupamos com nossos pais, nossos idosos, nossas crianças e tantos outros que queremos bem. Então pergunto, quanto valorizamos o “estranho” que cuida dos nossos? 

Foto: Redes Sociais
Há aqueles que quer o bem dos seus mesmo sem ter vínculo familiar, e trabalham para isso. Quanto vale um profissional de saúde em nossa cidade? Quando falo profissional da saúde, não me refiro a médicos e enfermeiros, esses já possuem seus títulos merecidos, claro que, dedicaram investimento, estudo e tempo para isso, mas hoje faço referência aos técnicos em enfermagem, que assim como eles, também estão na linha de frente contra o coronavírus e tantas outras doenças infecciosas. 

Entre plantões e plantões, enfermaria, emergência, transferências arriscadas, pacientes impacientes, já ouvi vários relatos de tantas e tantas noites sem descanso. E quantos representantes se propõe a lutar e defender a classe? Com atitudes não vejo nenhum, mas para fazer seu marketing, isso há. 

Por mais amor que se tenha a profissão, ninguém quer passar anos sem ser valorizado, sem obter benefícios em sua categoria, ou sem ser promovido por sua eficiência e não por bajulação. Gostaria de vê propostas de melhoria, que não sejam palavras vazias, que não fiquem só no papel. Cada profissional é pai, mãe, filho, irmão de alguém, que deseja voltar para casa bem e também ir para seu plantão na certeza de que seu esforço será sempre compensado. 
Por Solange Mota

Sem comentários:

Publicar um comentário