quinta-feira, 20 de agosto de 2020

Bolsonaro pode estender auxilio emergencial até dezembro, mas com valor reduzido

Foto: Agência Brasil
O presidente da Jair Messias Bolsonaro anunciou na quarta-feira (19), que poderá estender o auxilio emergencial até o mês de dezembro, porém bateu o martelo de quanto será o saque, com o repasse acima de R$200,00 e abaixo dos R$ 600,00 reais, valor inicial. O Ministro da Economia Paulo Guedes informou que o o auxílio emergencial (chegou) a 64 milhões de brasileiros.

"Os R$ 600 pesam muito para a União. Isso não é dinheiro do povo, porque não tá guardado, isso é endividamento. E se o país se endivida demais, você acaba perdendo sua credibilidade para o futuro. Então, os R$ 600 é muito. Alguém da Economia falou em R$ 200, eu acho que é pouco. Mas dá para chegar num meio-termo e nós buscarmos que ele venha a ser prorrogado por mais alguns meses, talvez até o final do ano". 

Instituído em abril, para conter os efeitos da pandemia sobre a população mais pobre e os trabalhadores informais, o programa concede uma parcela de R$ 600 a R$ 1.200 (no caso das mães chefes de família), por mês, a cada beneficiário. O auxilio emergencial já pagou ao total cinco parcelas, duas a mais da previsão inicial.
Da Redação - Por Victor Santos

Sem comentários:

Publicar um comentário