sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Estudante barroquense que representou o IFA na Colômbia falou sobre a experiência da viagem e o aprendizado no evento

Professor Reginaldo Matos e o barroquense Fernando Santos
Fernando Santos da Guarda e o Professor Reginaldo Matos que viajaram na terça feira (25) para a cidade de Monteria na Colômbia onde representaram o projeto na Conferência sobre juventude e violência, pelo visto a experiência foi ótima em um bate papo com a equipe do JANV professor e aluno destacaram os momentos importantes.

"Foi uma experiência bastante interessante onde debatemos vários temas com outros países e organizações, foi enriquecedor pois tivemos oportunidades de trocar experiência sobre o que a gente vivencia aqui no Brasil no nosso semi árido, a questão da violência contra os jovens também foi tema debatido entre os  países presentes além de outras violências. Eu espero poder multiplicar a experiência que trouxemos de lá os relatos de outros países para inserirmos no projeto e trabalhar outros valores, o pessoal da Colômbia foi bastante acolhedor lá na universidade onde estávamos participando, foi muito gratificante a recepção foi bastante calorosa fiquei lisonjeado pelo instituto nos escolher para participarmos de um evento como esse, eu estou bastante grato só tenho a agradecer pela oportunidade" relatou o professor Reginaldo Matos que acompanhou o estudante barroquense.


Fernando também externou a sua gratidão por ter sido escolhido para participar do evento; “A viagem foi uma grande experiência para mim, de conhecer novas culturas, saber da realidade de outros países da América Latina, de fazer intercambio linguístico já que estou aprendendo inglês e agora espanhol, e porque quero mim formar em relações internacionais" destacou o jovem, que falou também sobre o objetivo do encontro; "A viagem foi uma grande oportunidade de obter diversos conhecimentos, mas teve como objetivo falar sobre as principais violências que afetam a juventude, que são diversas tais como machismo, drogas e etc. Nosso projeto é uma grande ferramenta contra esses tipos de violências, como o machismo por exemplo, eu antes de entrar no projeto não aceitava a ideia de meninos e meninas jogando juntos, mas agora pra mim é normal” afirmou.


O Instituto Fazer Acontecer está no município desde 2012, e desde 2013 é mantido pela Secretaria Municipal de Educação em parceria com as Secretarias de Esporte e de Assistência Social através da Prefeitura Municipal de Barrocas.

@ Nossa Voz Por Daniele Oliveira

Sem comentários:

Enviar um comentário