sábado, 16 de outubro de 2021

Até o ovo! Em tempos de inflação da carne, ovo também está mais caro

Foto: Reprodução Agro20
Nem o ovo de galinha escapou da inflação desenfreado que afeta a economia brasileira, os alimentos que antes eram considerados baratos, e eram uma opção especialmente para as famílias mais carentes, já custa caro no mercado. Segundo a matéria do G1, o preço do ovo branco no atacado está batendo recorde em algumas das principais regiões produtoras de São Paulo, estado de onde vem um terço do alimento, é o que mostra um levantamento do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP. 

As cotações são puxadas pelo aumento do custo da ração e por uma maior procura do consumidor, diante da alta do preço da carne. Com o avanço nas granjas, os preços podem subir também nos supermercados nos próximos dias, segundo especialistas. No Brasil, o preço do ovo para o consumidor avançou 16% em 12 meses até setembro. Tradicional alternativa de proteína quando os preços das carnes sobem, o alimento já não tem sido uma opção para muitos brasileiros. Com o empobrecimento da população, muitos estão recorrendo até mesmo a ossos de carnes, que também subiram de preço, assim como os cortes nobres. “A tendência é fazer esses repasses […] E, apesar de ter sido uma alta nominal, como a renda está fragilizada, qualquer aumento já é sentido pelo consumidor”, afirma a analista de mercado de ovos do Cepea, Juliana Ferraz.

Em Barrocas, município do Território do Sisal da Bahia, o chamado ovo de granja que custava cerca de R$4,00, vem sendo comercializado à R$6,00, já o tradicional ovo de galinha da terra, custa entre R$10 e R$12 reais a dúzia.

@ Nossa Voz - Com informações do G1

Sem comentários:

Enviar um comentário